Inicio | Apresentação | Programação | Mini-Cursos | Oficinas |Simpósios Temáticos

Voltar


Simpósio Temático 06
Título: Abordagens sobre o ensino de história no cotidiano: livro didático em foco.
Proponente: Dr. Isaíde Bandeira Timbó (FECLES/UECE)

Resumos:

 

Autora: Yáscara Sibelly de Souza Campos
Narrativas históricas escolares: Os usos e apropriações dos livros didáticos de história na prática pedagógica


Nesta comunicação será discutido o uso do livro didático de história enfocando as apropriações das narrativas históricas escolares que os docentes realizam em sua prática pedagógica. A pesquisa inconclusa, a partir do espaço escolar analisa peças protocolares resultantes de observações na sala de aula, além de entrevistas semi-estruturadas (áudio-gravadas e transcritas) com os professores, a fim de compreender o percurso pelo qual passa um objeto de estudo para tornar-se passível de ser ensinado e aprendido no meio escolar. O estudo revela que no processo de construção do conhecimento histórico, os professores através de táticas não apenas se apropriam das narrativas, presentes no material didático, mas as recria, promovendo a formação da consciência histórica de indivíduos reflexivos das realidades plurais onde estão inseridos.
Palavras-chave: Narrativas históricas escolares, livro didático e ensino de História.

Autores: Edcarlos Fernandes de Araújo Almeida; Felipe Richard Alves Ferreira da Silva
O conhecimento histórico: a construção de uma disciplina no colégio 18 de Maio (2000 - 2008)

O presente trabalho tem como objetivo analisar as múltiplas experiências e concepções teóricas e metodológicas que contribuem na elaboração da disciplina de história do colégio 18 de Maio. Utilizando-se do conceito foulcaultiano que define disciplina como um domínio de objetos, métodos, proposições, técnicas e instrumentos, sendo um princípio de controle da produção do discurso, onde são impostos os limites do mesmo através de uma reatualização das regras. Pretende-se compreender como se efetua num colégio de ensino fundamental a construção da disciplina de história, enfatizando a relação instituição-professor-aluno em todo processo ensino/aprendizagem; e o que se refere ao discurso histórico e suas propostas para o ensino fundamental.

Autores: Tiago Josimar da Silva; Marismênia Nogueira Santos
A iconografia e sua contribuição no livro didático de História

Na utilização do livro didático ( LD) de História em sala de aula, os professores apresentam problemas diversos deste auxiliar do ensino . Apesar das limitações e da fragilidade sempre lembrada pelos profissionais, em relação ao LD, todos citam a iconografia como importante mecanismo na abordagem do livro didático.
O aumento do número de imagens no LD é percebido, mas mesmo sendo um discurso ou registro, a iconografia, vem a facilitar o debate com os alunos que sempre buscam entender as figuras. Cada imagem uma possibilidade de debate que contribui na incansável tentativa do professor em chamar a atenção do aluno para o conteúdo. Mas o que os docentes percebem é que já existe por parte de alguns livros, a substituição do texto pela imagem.
Em um contexto que a imagem faz parte do dia-dia dos estudantes, pela Internet, televisão e cinema, por exemplo, a iconografia segundo os profissionais de ensino, precisa ser trabalhada de forma mais cuidadosa, mas de forma alguma deixar de ser compreendida como um mecanismo primordial para aproximar os alunos com o conteúdo tendo o professor como ponte nesta relação .

Autor: Felippe Gonçalves Valdevino
AS POSSIBILIDADES DE USO DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO DE HISTÓRIA DA EEIEF PROFESSOR BIZERRA DE BRITTO


O presente trabalho trata-se de uma idéia para um projeto de pesquisa em Ensino de História, focado nas abordagens que envolvem o estudo do livro didático nas escolas de ensino fundamental e a sua utilização pelos professores e alunos, assim como os métodos utilizados no manuseio e trato deste que em muitos casos é o único recurso para tornar acessível e concreto o estudo da disciplina de História, destacando os eventuais erros de leitura e apropriação do conhecimento que este trás consigo. A idéia é desenvolver o projeto na EEIEF Professor José Bizerra de Britto, situada no Distrito de Ponta da Serra, na cidade do Crato-CE, onde há a possibilidade de um estudo aplicado das propostas e resultados aqui pretendidos. É alvo deste estudo a abordagem dos professores que ministram as aulas da disciplina, os livros de que dispõem para estudo pessoal e prática docente, as atividades elaboradas e/ou aplicadas no decorrer do processo de ensino a partir do estudo do livro, os alunos e a sua visão do objeto de estudo. O principal objetivo para esta pesquisa será avaliar a utilização do livro e sua importância e influência no processo de ensino, suas possibilidades de trabalho sem a apropriação passiva do seu conhecimento pelos alunos, propiciando uma reflexão maior sobre os objetivos e ideologias impregnados na edição do livro didático. A base teórica encontrada para a realização deste estudo está centrada na discussão apresentada por Circe Bittencourt a cerca da seleção de conteúdos escolares, que está intimamente interligada com a difusão do livro didático, e da influência ideológica que acompanha a história do Ensino de História no Brasil em sua obra: “O ensino de história – fundamentos e métodos” da editora Cortez; e na abordagem feita em “Ensinar História”, da editora Scipione, escrito por Maria Auxiliadora Schmidt e Marlene Cainelli sobre a metodologia e a prática escolar do ensino de história, onde é apresentado um capítulo sobre o livro didático e proposta a compreensão do livro em todo o seu processo de produção; outros autores de obras sobre o ensino de História também foram lidos como: Selva Guimarães em seu “Didática e Prática de Ensino de História”, editora Papirus; Renato Mocellin no manual para professores da sua obra didática para o Ensino Fundamental “Para Compreender a História – 7º série”, editora Nova Didática e Leandro Karnal em “A história em sala de aula”. Inicialmente foi anexada a esta idéia um estudo bibliográfico já realizado dentro da temática do Ensino de História, para um segundo momento a observação do comportamento dos alunos da escola citada diante do estudo com o livro e a análise das propostas de vários livros, foram realizadas, a seguir pretende-se aplicar em sala de aula algumas das propostas encontradas e verificar os resultados obtidos, no intuito de traçar as práticas eficazes e viáveis diante de uma dada realidade escolar. No contexto geral esta é uma idéia de projeto para a realização de uma pesquisa, concebida a partir de leituras sobre o Ensino de História e que pretende englobar as discussões a cerca da influência do livro, e seu processo de produção e escolha, na seleção de conteúdos e das propostas de ensino de história para a educação brasileira, visando uma leitura menos positivismo do livro pelo professor e pelos alunos, possibilitando ou não sua leitura crítica.