Inicio | Apresentação | Programação | Mini-Cursos | Oficinas |Simpósios Temáticos

Voltar


Simpósio Temático 08
Título: Memórias, patrimônio e museus.
Proponente: Prof. Ms. Almir Félix Batista de Oliveira (ANPUH- RN)

Resumos:

 

Autor: Renato Alcântara de Abreu
PATRIMÔNIO CULTURAL NO CEARÁ: DOS TRILHOS DA REGIÃO CENTRO-SUL AO CARIRI

.
A presente pesquisa tem como objetivo analisar o resultado interativo do homem com o seu meio, tornando-se consciente de sua responsabilidade enquanto cidadão efetivo de seus direitos e deveres, alcançando a capacidade de modificar a realidade a sua volta e de contribuir para o bem-estar social. Possibilitando a necessidade da preservação do patrimônio cultural no processo educacional. Dessa forma o objeto da referida pesquisa, que é a ferrovia traz consigo a constituição do espaço, que foi historicamente produzida, também podendo ser entendida a partir da funcionalidade e dos vários significados que o patrimônio cultural revela ao longo da sua história – da sua origem ao tempo presente. Partindo dessa perspectiva, o patrimônio cultural-histórico é, portanto, constituído através dos estratos do tempo, mas, também, pelos “olhares” do presente que, associados, compõe diversos acréscimos conceituais sobre ele e sobre o espaço em que está inserido. O espaço produzido só é explicável em função do processo que o produziu, e a forma criada só se revela pelo seu uso social a cada momento (MORAES, 2002). Além disso, associado aos processos sociais, a valorização do espaço também se transforma historicamente. Analisaremos, portanto, o papel da ferrovia no processo das transformações sociais nas principais cidades das regiões do Estado do Ceará: Centro-Sul e Cariri. Bem como a herança através da difusão do patrimônio cultural que fica vinculada às inúmeras interpretações que o patrimônio proporciona (notadamente com relação à memória) e o processo de escolha, preservação e uso. Incluindo as questões referentes aos órgãos que são responsáveis ou deveriam ser para com a ferrovia. O modo pelo qual procuraremos o (re) conhecimento da ferrovia, como patrimônio cultural, está sendo apoiado especialmente através dos seus significados para com a sociedade, como também levantamento e análises de informações referentes à ponderação de preservação, através de documentos públicos e particulares.